Pesquisar este blog

Seguidores

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Desassossego...

Eu, me pergunto de que,
Me adianta esse pranto?
E u me pergunto até quando,
Tenho que chorar?, para extravasar,
Essa saudade que teima sangrar o meu peito,
Tenho que dar um jeito,
De novamente poder ser feliz e amar...
Noites e noites sem sono, rolando na cama,
Desassossego infernal, dominando o meu ser,
Meu pensamento me faz, te sentir comigo,
Meu corpo em chama reclama,
Desejando você...
Sei no entanto que tenho de encarar de frente,
A dura realidade do fim desse amor,
Que parecia o maior que existia no mundo,
E derrepente n'um sopro,
Quem diria... acabou.
Obra de Gutemberg Landi, todos os direitos reservados ao autor.

Jusbrasil Newsletter. Noticias da Justiça Brasileira.

Desacatar funcionário público no exercício da função ou em razão dela continua a ser crime, conforme previsto no art. 331 do Código Pen...