quarta-feira, 7 de maio de 2008

Desassossego...

Eu, me pergunto de que,
Me adianta esse pranto?
E u me pergunto até quando,
Tenho que chorar?, para extravasar,
Essa saudade que teima sangrar o meu peito,
Tenho que dar um jeito,
De novamente poder ser feliz e amar...
Noites e noites sem sono, rolando na cama,
Desassossego infernal, dominando o meu ser,
Meu pensamento me faz, te sentir comigo,
Meu corpo em chama reclama,
Desejando você...
Sei no entanto que tenho de encarar de frente,
A dura realidade do fim desse amor,
Que parecia o maior que existia no mundo,
E derrepente n'um sopro,
Quem diria... acabou.
Obra de Gutemberg Landi, todos os direitos reservados ao autor.

EXTRA! EXTRA! R$ 6 Milhões p/cada Deputado pela Reforma da Previdência!

Enquanto falta dinheiro para a SAÚDE, A EDUCAÇÃO, HABITAÇÃO, SANEAMENTO BÁSICO EM VÁRIOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS, para o pagamento dos ...