Pesquisar este blog

Seguidores

quinta-feira, 15 de maio de 2008

QUEM SABE!

Quem sabe em sonhos, ou restos de quimeras,
Alguém me venha, e seja para mim,
A esperança que há tempos tenho,
Do grande amor que nunca tenha fim...
Quem sabe traga a paz que tanto espero,
E até o sorriso que fugiu de mim,
A alegria de ver o sol poente,
Sem temer a noite que está por vir...
Quem sabe até me cure da insônia,
E em seu colo me faça dormir,
Embalando-me em cantos de acalantos,
E com doces beijos, me desperte enfim,
Para a alegria de viver a vida,
Sem pensar na morte, como um triste fim...

Obra de Gutemberg Landi, todos os direitos são reservados ao autor.

Jusbrasil Newsletter. Noticias da Justiça Brasileira.

Desacatar funcionário público no exercício da função ou em razão dela continua a ser crime, conforme previsto no art. 331 do Código Pen...