Pesquisar este blog

Seguidores

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Festejar O Que?

Natal, festas, festejos, festanças...
Muitas das vezes me pergunto FESTEJAR O QUE? A seca e a fome no nordeste brasileiro, a insana guerra no Iraque, os furacões e tufões devassadores dos EUA, a guerra do tráfico nos morros cariocas e demais “COMUNIDADES”, carentes nacionais, a farta distribuição de balas perdidas (OU SERIA ACHADAS), que ceifam vidas sem distinção de crença, raça, religião, sexo, e o que é pior IDADE... Sim, pois na maioria das vezes nossos noticiários são invadidos por manchetes de mortes infantis vítimas desse horrendo crime...
Festejar o que? a degradação da natureza feita pelo homem, sem respeito, sem desculpa, e até se dizendo sem culpa, quando essa mesma degradação, nos trazem os efeitos em forma de inundações devastadoras, como as do SUL BRASILEIRO E NORTE E NOROESTE FLUMINENSE, o exterminio de animais, a extinção de árvores e florestas inteiras, a poluição de rios, lagos e lagoas, que nos tiram o ar, o alimento a alegria, a VIDA...
Festejar o que?, a robalheira e desvio do dinheiro público, o descaramento da falta de justiça para punir os
poderosos e o excesso de justiça para julgar os menos favorecidos, ou seja prende-se quem rouba um pão, e festeja-se quem rouba um milhão. Pois é... Festejar o que? A eleição do Obama, como o fato mais marcante (até agora) da nova década, eu tenho cá minhas desconfianças, até porque em meu Município (B. ROXO/RJ), teve um candidato a prefeito nas eleições passadas que se utilizou desse nome como codinome de campanha, prometendo mudanças radicais, dando de pau e pedra em Deus e todo o mundo político municipal, e no final fomos surpreendidos de que o dito cujo não passou de uma farsa eleitoreira apenas para confundir o s eleitores e dividir os votos a fim de ajudar o atual governo, portanto achar a eleição do Presidente dos EUA o fato da época, para mim particularmente seria um pouco demais, ainda mais que vejo cada vez mais distante dos Brasileiros a pregação da defesa da BRASILIANIDADE, do nacionalismo de raiz, da contemplação e admiração nacionalistica de todos os aspectos e sentidos, ou seja minha gente que EUA que nada nos somos e temos que ser muito mais (SE TEMOS PRETENÇÕES DE SEMOS LIVRES E FORTES UM DIA) BRA-SILEI- ROS, com todas as letras e sílabas.
Festejar o que? Os shows da Madona no Brasil, porque não procurar saber mais sobre RITA LEE, sem querer ofender a digníssima representante do Rock Nacional, experiente por experiente sou mais a minha, que, aliás, não precisa usar tanta parte do corpo para mostrar o que sabe ( E BEM), cantar e representar.
Festejar o que? Uma “crise” fajuta e esmolenta, que os EUA visam empurrar por goela abaixo para o resto do mundo, tipo eu “quebrei e vou levar vocês comigo”, custe o que custar, doa a quem doer F... A quem F... DER! É muito triste só ter coisas degradantes e tristes para enumerar, mas... A velha e doce palavra ESPERANÇA, ainda faz parte com muita força do meu vocabulário, e exatamente como eu a defino... ESPERANÇA... ESPERAR... COM... CONFIANÇA! E isso me faz crer ainda em um futuro mais promissor, onde realmente poderemos festejar o NATAL, como o nascimento não só do Divino e Mestre Supremo Redentor e Mártir Salvador JESUS, menino, verbo que se fez homem para o bem da humanidade, mas também pelo nascimento de uma nova era de um novo tempo de verdadeira ou pelo menos mais humana distribuição de bens e direitos, mais atenção (DE VERDADE E NÃO SÓ EM PROJETOS DE CAMPANHAS EEITOREIRAS) aos menos favorecidos, mais saúde, mais escola, mais entretenimento, mais cultura, mais VIDA!!! No sentido exato e totalmente literal da palavra, onde o pai e a mãe não fiquem com receio quando chegam essas datas do ano e seus filhos ainda na pureza da inocência ficam a espera de presentes e muitas das vezes nem um pão para por na mesa se consegue.
Por tanto, minhas felicitações não se resumirão em BOAS FESTAS E FELICIDADES A TODOS, embora pareça amargo e para alguns até pessimista, devido ao esplendor principalmente do natal, tenho a desejar a todos (a partir de mim) que partamos para busca de DIAS MELHORES IDEPENDENTES DE PARTIDOS POLÍTICOS, DE CORRENTES DE RELIGIÕES, DE IDEOLOGIAS, MAS, SIM POR SERMOS HUMANOS, GENTE, POVO!

E QUE A PAZ ESTEJA SEMPRE CONOSCO, E QUE A VIRGEM MÃE IMACULADA E PURA, ESTEJA SEMPRE A ADVOGAR POR NÓS, INTERVINDO EM NOSSOS MOMENTOS DE AFLIÇÃO JUNTO A DEUS PAI TODO PODEROSO, PARA QUE ASSIM POSSAMOS ALCANÇAR NOSSAS GRAÇAS E GLÓRIAS, PARA TODO O SEMPRE... AMÉM!

Abraços Fraternos,
Do Amigo...
Gutemberg Landi e Família.
22.12.2008

Palavras Soltas Entrelinhas...: No por do Sol Da Existência!

Palavras Soltas Entrelinhas...: No por do Sol Da Existência! : No por do sol da existência, Me vem sorrindo as lembranças, Dos tempos entã...