domingo, 22 de março de 2009

Destino!

Diz-me senhor da sua vida!
No entanto querida, assim eu não me vejo,
Já que não te sinto, viver nos meus carinhos,
Nem entregar-se ao afago dos meus beijos.

Talvez se fosse eu o amor primeiro,
Em ti despertaria paixão mais ardorosa,
Tal como o sol desperta assim na lua...
Tal como o cravo desperta assim na rosa.

Embora seja assim tão conturbado,
Neste amor, eu sigo insistindo,
Cumprindo a risca o que foi combinado,
Ao ser traçado na vida meu destino...

Orando ao pai que cumpra o prometido,
E que um dia verei consolidado,
E assim deixar de ser só o que ama...
E me transforme em um também amado.

Se for utopia eu peço que me deixem,
Continuar assim seguir vivendo,
Pois o importante ainda neste instante,
E te querer como vivo querendo...

Imaginando-te tipo vida inteira,
Aprumo os sonhos no meu coração laço,
De ainda ter-te fiel e companheira,
Vivendo livre junto ao meu espaço.

Gutemberg Landi 22.03.2009

PSDB: sair da base de apoio ao governo não limparia biografia

O abandono da coalizão não livraria os tucanos da associação com Temer e poderia ser considerada como um ato oportunista pelo eleitorado ...