Pesquisar este blog

Seguidores

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Doa a Quem Doer!




Chega a ser cômico se não fosse ridículo, ver Excelentíssimos Senhores Deputados da oposição ficarem indignados por seus nomes terem sido citados nos TELEJORNAIS “DA TODA PODEROSA E ALIADA FERRENHA DEFENSORA DOS MESMOS,” REDE GLOBO DE TELEVISÃO, por constarem como suspeitos de envolvimento no caso SIEMENS.

Quer dizer que quando os nomes dos JULGADOS E CONDENADOS membros do PT no caso do mensalão, são chamados pela mesma mídia de “FORMADORES DE QUADRILHA” é permitido, e até ironizado principalmente por eles do PSDB, mas, com os mui dignos e apenas ainda suspeitos, é prejudicial as suas “ILIBADAS” imagem perante (com certeza) seu eleitorado.

Trata-se apenas ainda de indícios de irregularidades apontadas em um Dossiê do CADE, (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), que teve seu teor vazado.

Se não há culpa... Que se prove. O mais “REVOLTADO” com o assunto está sendo o Deputado Carlos Sampaio do PSDB/SP, que acusou o Ministro José Eduardo, inclusive faltando com decoro e respeito, de estar agindo politicamente (por ser o Senhor Ministro filiado ao Partido dos Trabalhadores-PT).

E muito bem colocado, recebeu do Senhor Ministro a resposta que talvez não quisesse ouvir...
O Ministro Eduardo disse ao Parlamentar que aprendeu a investigar com ele, Sampaio, lembrando que o mesmo tinha dito no Governo do Presidente LULA, que o então Ministro Tarso Genro, também filiado ao PT, prevaricou ao não encaminhar uma denúncia apócrifa para a PF. 




Chego à conclusão do seguinte: citando um antigo ditado, (o pau que da em Chico dá em Francisco) neste caso fica diferente...
“O PAU QUE DÁ EM CHICO SÓ DÓI QUANDO DÁ EM FRANCISCO”.

Que sejam apuradas todas as denúncias no chamado ESCÂNDALO DOS TRENS, e que sejam punidos como tiverem que ser todos os envolvidos... DOA A QUEM DOER!

Gutemberg Landi.
05.12.2013


Jusbrasil Newsletter. Noticias da Justiça Brasileira.

Desacatar funcionário público no exercício da função ou em razão dela continua a ser crime, conforme previsto no art. 331 do Código Pen...