Pesquisar este blog

Seguidores

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Ardorosa Paixão


Sinto-me vazio e abstrato com sua ausência,
Um ser totalmente inexpressivo e sem valor,
Assumindo sem pestanejar o quanto para mim foi valoroso seu amor, sua presença, suas carícias plenas que me acalmavam a alma me relaxavam o corpo, fazendo-me flutuar em brandas nuvens de prazer e ardor…
Custa-me acostumar-me com a infeliz realidade do seu abandono, e, como um cão sem dono, sem prumo e sem rumo,
Vago pelos dias e noites vazios, vadio, trôpego e desvairado,
Com o estar ou não estar, o ser o não ser um se, posto que para mim tanto faz, se não tenho a ti que me completa e apraz…
Gritar aos quatro ventos o seu nome, não sei se adiantaria, pois sei que não me ouvirias, posto que resolves-te distanciar-se o máximo, para que não houvesse nenhuma chance de reconciliação, portanto, nada me resta a não ser suportar a dor profunda da separação infinda, e, recordar-te linda, entregue em meus braços e lábios, quando ainda era o tempo da nossa ardorosa paixão.

Gutemberg Landi
13.10.2014



Palavras Soltas Entrelinhas...: No por do Sol Da Existência!

Palavras Soltas Entrelinhas...: No por do Sol Da Existência! : No por do sol da existência, Me vem sorrindo as lembranças, Dos tempos entã...