Pesquisar este blog

Seguidores

domingo, 14 de junho de 2015

Santa Maria Nosso Bairro








O bairro de Santa Maria, é assim como todo o Município de Belford Roxo, originariamente fundado, e, com seu povoamento historicamente registrado, desde o século XVII, considerando-se como seus primeiros habitantes, os índios Jacutingas. Sendo a cidade de Belford Roxo, emancipada há apenas 25 anos, seu histórico não tem um fundamento isolado, sabendo-se que Em 1767, em uma carta topográfica da capitania do Rio de Janeiro, feita por Manuel Vieira Leão, aparece claramente nessa região o engenho do Brejo. O seu primeiro ocupante foi Cristóvão Mendes Leitão, em 1739. Após uma sucessão de proprietários, em 1815, o padre Miguel Arcanjo Leitão, que era proprietário das terras, vendeu-as ao primeiro Visconde de Barbacena, Felisberto Caldeira Brant Pontes de Oliveira Horta, futuro marquês de Barbacena. Em 1843, Pedro Caldeira Brant, o Conde de Iguaçu, filho do primeiro visconde e marquês de Barbacena, assumiu a fazenda após o falecimento do pai, que ocorreu na cidade do Rio de Janeiro no dia 13 de julho de 1842.Em 1851, a família Caldeira Brant vendeu a sua fazenda para o comendador Manuel José Coelho da Rocha.Na segunda metade do século XIX, a fazenda entrou em decadência devido à ocorrência de epidemias. O assentamento dos trilhos para a passagem da estrada de ferro Rio d'Ouro, cortando a fazenda do Brejo, em 1872, em terras doadas pelos descendentes de Coelho da Rocha, deram início a um movimento de reivindicação para transformá-la em linha de trem de passageiros, pois, anteriormente, essa ferrovia havia sido construída para a captação de água nas serras do Tinguá, Rio D'ouro e São Pedro, com colocação de aquedutos ao longo de sua margem.A Vila de Belford Roxo em torno da estação do trem foi paulatinamente conquistando melhorias. Além da caixa d'água instalada em 1880,com capacidade para abastecer 500 pessoas em um chafariz. A expansão urbana neste século deu-se com a expansão das ferrovias. A venda de terras, outrora fazendas, retalhadas em lotes e vendidas a preços baixos para moradia ou transformadas em sítios para o plantio de laranjais, foi estimulada pelo governo. Assim como em outros distritos da Baixada Fluminense. Com a emancipação de Nova Iguaçu, Belford Roxo, expandiu-se de maneira um pouco mais ordeira, mas, ainda falha em suas divisões demográficas, não tendo distritos distintos, sendo as divisões regionais efetuadas através de subprefeituras. Portanto fica difícil se ter um histórico específico para cada bairro individualmente, seguindo todos o relato de fundação, desenvolvimento do Município no geral. Então, podemos resumir Santa Maria como um bairro do município de Belford Roxo que tem como Padroeira do Bairro Nossa Senhora de Fátima, com sua Paróquia fundada a aproximadamente 50 (cinquenta) anos, que tem sua arrecadação econômica, fundamentalmente baseada em estabelecimentos comerciais e algumas poucas outras empresas de ramos variados, como Depósitos de Móveis, pequenas metalúrgicas, consultórios dentários, uma garagem de transporte coletivo pertencente a Empresa Flores com sede em S. João de Meriti, antes, aproximadamente da década de 50 até final de 80, sendo de uma empresa local a antiga Expresso Imperador, que gerava um grande número de vagas de empregos para a população do bairro, na área da saúde pública o bairro conta com uma policlínica que atende a população em algumas especialidades consideradas de caráter comumente necessário, tais como cardiologia, ortopedia, clínico geral, angiologista, pediatria, etc… Além de uma unidade especializada em DST; AIDS, Hanseníase, Tuberculose e outras doenças infectocontagiosas, tendo ainda a locação de 02 (dois) Laboratórios de análises clínicas, Também é o Ponto final da Linha de ônibus 553-i (Pavuna x Santa Maria). É um lugar urbanizado e bem arborizado com algumas áreas de lazer. A Av. Estrela Branca é a principal via de entrada e saída do bairro possui duas pistas com um canal de esgoto centralizado entre elas, seu início é na esquina com a Av. Joaquim da Costa Lima (principal via do município) e seu término é na Ponte sobre o poluído Rio Botas que dá acesso a outros bairros como: S. Francisco, Xavantes, Nova Aurora e Recantus. Em Santa Maria também há sub-bairros como a Vila Jolá e o Morro do Mutirão. O comércio local é formado por farmácias, padarias, lojas de construção, mercados, academias, lan houses entre outros espalhados ao longo do bairro. Temos também várias igrejas e templos evangélicos, sendo muitos tradicionais, como a primeira igreja batista em São Bernardo, o Salão do Reino das Testemunhas de Jeová. É tradicional, sempre ao meio-dia (12h00) e as seis da tarde (18h00) ocorrem as badaladas do sino da Igreja católica do bairro, audíveis em quase todo o entorno da região. Aproximadamente hoje, a população do Bairro de Santa Maria é de um pouco mais de 5.000 Habitantes, sendo a sua maioria moradores antigos

ALUNOS DA PREFEITURA DE BELFORD ROXO GANHAM CARTEIRA DE IDENTIDADE COM CPF

SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Medida preventiva visa acabar com o desaparecimento de crianças no município. Alunos do 1º ao...